ENEIDA SANCHES

SALVADOR (BA), 1962

Nos trabalhos da artista Eneida Sanches, notamos a intrínseca relação entre gravura e instalação em peças que apresentam sua pesquisa em estética africana e afro-brasileira, com ênfase para os rituais do candomblé. Na série Transe, vista nestas imagens compartilhada aqui, Sanches articula esse conceito no contexto das religiões de matriz africana e no próprio processo artístico, influenciado também pela formação em arquitetura. As obras exploram a técnica de calcografia, um processo de impressão de gravura feito em matriz de metal, desenvolvido por ela há anos. Nas placas, Sanches imprime imagens de olhos de boi usados nos rituais, estabelecendo uma conexão direta entre quem observa e quem está sendo observado. Para a artista*, “transe” diz muito sobre observar outras camadas da vida, ainda imperceptíveis e inexploradas.

Site da artista.

@eneida.sanches

Centro Cultural do Caribe, Nova York, EUA
Instituto Smithsonian, Washington DC, EUA
Museu de Arte Africana Nova York, EUA
Museu de Arte Moderna da Bahia, Salvador, Bahia, Brasil
Museu Afrika, Berg En Dal, Holanda
Espaço de Artes NAFASI - Dar es Salaam, Tanzânia

Andrea Rehder

Estado: BAHIA
Categorias: Escultura, Gravura, Instalação

Atualizado em 21.06.2020