MESTRE DIDI

SALVADOR (BA), 1917 - SALVADOR (BA), 2013

Mestre Didi (Deoscóredes Maximiliano dos Santos) foi escultor e sacerdote. Para Emanoel Araújo, o artista e “suas obras são como uma união de antiga sabedoria, a expressão viva da continuidade e da permanência histórica da criação de uma nova estética que une o presente ao passado, o antigo ao contemporâneo, a abstração à figuração, formas compostas ora como totens, ora como entrelaçadas curvas (…) suas esculturas, em sua interioridade, são uma relação entre o homem e o sacerdote que detém o espírito íntimo das coisas e de como elas se entrelaçam entre a sabedoria do sagrado e do profano”. Em suas peças, Mestre Didi faz uso de materiais naturais como búzios, sementes, couro, nervuras e folhas de palmeira, entre outros, criando um conjunto de trabalhos marcados pelos temas religiosos afro-brasileiros.

Museu Afro Brasil, São Paulo, SP, Brasil

Museu de Arte Moderna de São Paulo, São Paulo, SP, Brasil

Paulo Darzé Galeria
Almeida e Dale Galeria

Individuais

2018
Um Deoscóredes - 100 anos do Alapini Deoscóredes Maximiliano dos Santos: Arte e Religiosidade, Museu Afro Brasil, São Paulo, SP, Brasil
2015
Deoscoredes Maximiliano dos Santos. O Universo de um Alapini Asipá, Museu Afro Brasil, São Paulo, SP, Brasil
2013
O Alapini-Escultor da Ancestralidade Afro-Brasileira, Museu Afro Brasil, São Paulo, SP, Brasil
1973
Mestre Didi y el Arte Afro-Brasileiro, Galeria Rubbers, Buenos Aires, Argentina
1967
West Brazilian Sacred Arte - Didi dos Santos, Universidade de Ibadan, Nigéria
1966
Didi: Arte Sacra Afro-Bahiana, Galeria G4, Rio de Janeiro, RJ, Brasil
1965
Esculturas e Emblemas de Orixá, Galeria Atrium, São Paulo, SP, Brasil
Didi, Escultura e Emblema de Orixá, Galeria Atrium, São Paulo, SP, Brasil
Individual de Mestre Didi, Galeria El Altillo, Buenos Aires, Argentina
1964
Emblemas de Orixá de Didi, Galeria Bonino, Rio de Janeiro, RJ, Brasil
Individual de Mestre Didi, Galeria Ralf, Salvador, BA, Brasil

Estado: BAHIA
Categorias: Escultura

Atualizado em 24.12.2020