RAMO NEGRO

MAUÁ (SP), 1987

“Pesquiso os desdobramentos do verbo construir, desde os processos identitários e de pertencimento territorial, à criação de espaços rituais que reverberam no imaginário da cultura popular contemporânea”. (texto artista)

O artista se apropria de materiais de descarte que encontra na região central de São Paulo, transformando-os em peças que carregam um sentido próprio, ativadas como consequência da ação de seu espectador, subvertendo a sacralidade do objeto artístico. Suas obras estimulam ao observador uma ação corporal para além da contemplação. São quadros, objetos e esculturas produzidas em madeira, com dobradiças que possibilitam essas articulações.

Vive e trabalha em São Paulo (SP).

Site do artista.

@ramo.negro

Diáspora Galeria

Coletivas

2020
Rua!, Museu de Arte do Rio, Rio de Janeiro, RJ, Brasil

Ressetar, Museu da Diversidade Sexual, São Paulo, SP, Brasil

2019
Fragmentária, Lona Galeria, São Paulo, SP, Brasil

Estado: SÃO PAULO
Categorias: Desenho, Escultura, Fotografia, Instalação, Pintura, Vídeo, Xilogravura

Atualizado em 19.08.2020