YÊDAMARIA

SALVADOR (BA), 1932 - SALVADOR (BA), 2016

Yeda Maria Correia de Oliveira, mais conhecida como Yêdamaria, foi uma artista brasileira com um trabalho marcado pelas paisagens, cenas marinhas e naturezas-mortas vistas em quadros, gravuras e colagens. Graduou-se na Escola de Belas Artes da Bahia em 1959. Cursou gravura na Escolinha de Arte do Brasil, no Rio de Janeiro, no início da década de 1960. No retorno à Bahia, estudou gravura com Henrique Oswald. Cursou mestrado na Universidade de Illinois, nos Estados Unidos, entre 1978 e 1980. Foi professora de desenho e gravura na Universidade Federal da Bahia, ganhou diversos prêmios ao longo da carreira, com obras em acervos de museus no Brasil e em instituições no exterior.

Segundo Alexandre Araújo Bispo no texto (2010) para a revista O Menelick 2º Ato, a natureza-morta torna-se um dos pontos centrais da produção da artista. “Este gênero, do qual Yêda extrairá uma incrível quantidade de cores alegres e iluminadas e que atualmente é a marca principal de seus trabalhos, é resultado da observação sistemática de seus modelos – frutas, flores, mesas arrumadas com esmero -, representações que dão o tom de uma organização estética do mundo.” A artista também passa a se interessar, a partir de 1969, por elementos de religiões afro-brasileiras, com representações de orixás, pelos temas da feminilidade e também pelas questões feministas.

Museu Afro Brasil, São Paulo, SP, Brasil
Museu de Arte da Bahia, Salvador, BA, Brasil
Universidade de Illinois, Illinois, EUA

Individuais

1991
Retrospectiva Yêdamaria, Art Gallery of California State University, Northridge, Califórnia, EUA

Coletivas

2018
Isso É Coisa de Preto – 130 Anos da Abolição da Escravidão, Museu Afro Brasil, São Paulo, SP, Brasil

2013
A Nova Mão Afro-Brasileira, Museu Afro Brasil, São Paulo, SP, Brasil

1999
Arte-Arte Salvador 450 Anos, Museu de Arte Moderna da Bahia - MAM, Salvador, BA, Brasil; Fundação Cultural de Curitiba - Solar do Barão, Curitiba, PR, Brasil
100 Artistas Plásticos da Bahia, Museu de Arte Sacra – MAS, São Paulo, SP, Brasil

1998
Tropicália 30 Anos: 40 artistas baianos, Museu de Arte Moderna da Bahia - MAM, Salvador, BA, Brasil

1997
Um Brinde ao Café, Espaço Cafelier, Salvador, BA, Brasil

1990
Celebração da Cultura Latino-Americana, Museu de Ciência de Buffalo, Buffalo, Nova York, EUA

1988
A Mão Afro-Brasileira, Museu de Arte Moderna de São Paulo, São Paulo, SP, Brasil

1966
Primeira Bienal Nacional da Bahia, Salvador, BA, Brasil

1962
Festival de Artes de Ouro Preto, Ouro Preto, MG, Brasil

Estado: BAHIA
Categorias: Colagem, Gravura, Pintura

Atualizado em 29.07.2020